Aprender novo idioma dormindo é lenda?

Muito já se falou sobre deixar o “cérebro ouvindo” matéria de estudo ou mesmo de um novo idioma, enquanto se está dormindo, o que parecia um ato de desespero na faculdade, já adiantamos que sim, tem um fundamento, e a gente aqui conta pra você.

Como é possível?

Tudo tem início sobre o que aprendemos durante o dia, acordados. O cérebro cria uma conexão entre o que aprendeu e outras experiências e conhecimentos que possui. Quando dormimos, nosso cérebro consolida as memórias, no que nada mais é do que um processo de mover as lembranças de memória de curto prazo (onde as manteve durante sua experiência de aprendizado), para a memória de longo prazo, para que possa usar essas informações mais tarde. E é aí que o sono é muito importante para permitir que isso aconteça.

Não é pra deixar o caderno embaixo do travesseiro

O aprendizado de idiomas está relacionado com a construção e fortalecimento das conexões cerebrais. E enquanto você dorme, suas conexões estão se fortalecendo cada vez mais. O que é extremamente útil para coisas novas que aprendeu naquele dia, como as novas palavras ou regras gramaticais do novo idioma. E não necessáriamente precise de um novo estimulo, como audios para ouvri durante a noite.

Pesquisadores descobriram que a consolidação do aprendizado, enquanto se está dormindo, permite o cérebro a captar padrões nesses novos sons, e isso é bem importante quando se aprende novas palavras. A recomendação é praticar algumas vezes ao longo do dia, e por vários dias, pois assim a fixação dessas novas palavras será mais eficiente do que decorar uma lista e repetí-las por 20 ou 30 vezes seguidas.

Uma boa noite de sono

A falta de uma noite bem dormida dificulta a concentração, que torna mais difícil obter e fixar, as informações de curto prazo na memória, tem efeito negativo em seu humor e na capacidade de tomar decisões. Então para construir uma memória eficiente, o descanso é essencial.
Não há comprovação científica quanto ao aprendizado enquanto dorme, mas sim a fixação do aprendizado. Sendo assim capriche em sua rotina de estudos e deixe que o cerebro continue trabalhando durante a sua noite de sono. Já abordamos conteudo sobre o quanto difícil é aprender o japonês, clique aqui leia e se supreenda.

Fonte: Mega Curioso e Duolingo

INSTA_POST

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário