Salário Mínimo no Japão

O salário mínimo no Japão é um pouco diferente do Brasil, o valor é por província, pois leva em consideração custo de vida local, e não nacional como no Brasil. Além de ser fixado por valor hora, e não valor mensal como no Brasil.

Em 2021, o salário mínimo, chamado de saitei chingin (最低賃金), valor mais alto está em Tóquio, de 1.013 ienes (equivalente a 8 euros, 9,67 dólares ou 51,63 reais) e o mais baixo, de 792 ienes por hora (6,3 euros, 7,56 dólares ou 40,37 reais), é encontrado nas regiões rurais de Akita (norte) e Okinawa (sudoeste).

Como é calculado o salário mínimo?

O salário mínimo é calculado levando-se em consideração as contas de receitas e despesas realizadas no exercício. A pretensão é que sempre o rendimento cubra as despesas. Em outras palavras, se a receita não atende às despesas, surge um certo déficit orçamentário. Para suprir esse déficit orçamentário, é feito um acerto sobre o valor. Um subsídio é feito para os funcionários, tomando as providências necessárias. O salário mínimo é calculado e apresentado neste contexto.

O salário mínimo japonês foi desenvolvido levando em consideração o bem-estar e o desenvolvimento do país. O Japão alocou mais subsídios para muitos trabalhadores com salário mínimo do que para trabalhadores em outros países europeus.

Posso trabalhar?

Importante saber que não é qualquer pessoa que pode trabalhar no país. Primeiro é preciso ter um visto de trabalho, já que o de turismo não serve pra isso. Além disso, temos a idade como fator importante. São considerados menor de idade, todo que tiverem menos de 20 anos, e embora possa trabalhar à partir dos 16 anos, existem algumas regras importantes como horas por dia de trabalho, faixa horária permitida e o não acesso à bebida alcoólica e cigarros em seu local de trabalho, entre outras.

Comparação de valores

De acordo com dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, atualmente o salário mínimo japonês está abaixo dos US$12,2 da França, US$12,0 da Alemanha e US$11,1 da Grã-Bretanha. No entanto, é superior aos US$7,3 dos Estados Unidos.

Convertendo agora para reais. Considerando a conversão de cada R$1 valem pouco mais de ¥20, e o salário minimo médio japonês é de ¥930/hora. Trabalhando-se 22 dias com 8 horas por dia, o salário mínimo nesse caso chega perto de ¥163.680, equivalente a R$8.184 por mês. Bem diferente dos R$1.212 vigentes no Brasil em 2022. Muito embora haja muita diferença, não é por isso que o trabalhador enriquece rápido, pois existe o custo de vida, impostos etc. Aliás já abordamos esse assunto por aqui.

Expectativa do salário mínimo para 2022

O aumento é anunciado em setembro, e começa valer a partir de outubro de cada ano. Estamos num momento muito delicado, pois existe a pressão do lado político sobre o valor corporativo, para aumentar os salários. O crescimento atualmente se mantém morno no Japão, em 2021, as empresas concordaram com um aumento salarial médio de 1,86%. A expectativa de 2022 é aumentar o salário mínimo pouco abaixo ainda dos 2%. “A questão é que o ritmo de recuperação da pandemia COVID-19 ainda varia e os provedores de serviço não serão capazes de concordar em pagar aumentos apenas porque espera-se que seu ambiente de negócios melhore. ” , disse Toru Suehiro, economista sênior da Daiwa Securities Co. Esse momento de incertezas das novas cepas do vírus, o quão transmissível e o impacto potencial na economia, pode deixar as empresas em um modo de esperar para ver, e cabe a nós torcer para que se defina o melhor e mais justo possível.

Enquanto o aumento do salário minimo não chega

Mesmo com forte queda no índice de oferta de trabalho, em 2020 o índice de oferta de emprego era 1,18. E embora ainda não tenha dados mais atualizados, a impressão é que ele aumentou um pouco mais. Percebendo que o mercado de trabalho está aquecendo, algumas empresas já saíram na dianteira, tem aumentado o valor hora diante do novo cenário econômico que o Japão está.

Temos como exemplo a região de Fukui que aplicou 8% de aumento em dezembro de 2021. Não fique de fora e acesse aqui as vagas que temos em aberto para a região de Fukui, e nem precisará esperar o aumento do salário mínimo!

Fontes:

English Kyodo News

Finance One

Deixe um comentário