Hokuriku Denryoku terá aumento de 45%, a partir de abril do próximo ano

No ultimo dia 30, a Hokuriku Electric Power solicitou ao Ministério da Economia, Comércio e Indústria um aumento médio de 45% nas tarifas reguladas, inclusive para residências. E mesmo hoje o governo vem a solicitar que a população economize consumo de energia devido a preocupações com fornecimento.

Entre as 10 principais empresas de energia elétrica, ela foi a quinta empresa, após Tohoku Electric Power, Chugoku Electric Power, Shikoku Electric Power e Okinawa Electric Power a solicitar ajuste em seus preços. Embora a faixa de aumento de preço, seja a maior em comparação com outras empresas. O déficit recorde das empresas estão só aumentando desde 2019, e por isso, foi necessário esse movimento de reajuste.

Se o aumento de preço for conforme solicitado, o reflexo do consumo doméstico típico de eletricidade (230 kWh/mês) terá seu valor dos atuais 6.402 ienes, em cerca de 2.700 ienes, ou seja passará a 9.098 ienes. Que será sentido a partir de abril de 2023.

Os custos da energia

Como os custos de combustível continuam a aumentar, bem como os custos de fornecimento de energia, o presidente Matsuda enfatiza o reinício da Unidade 2 da Usina Nuclear de Shika na cidade de Shika, província de Ishikawa. A Hokuriku Electric Power espera que a usina seja reiniciada em janeiro de 2026, assumindo que a revisão pela Autoridade de Regulação Nuclear ocorrerá da maneira mais eficiente possível. A Hokuriku Electric Power Co. pretende revisar suas tarifas de eletricidade em abril do próximo ano.

Em relação ao anúncio de Hokuriku Electric Power do aumento significativo de preços, o governador Hase, da província de Ishikawa, se pronunciou ciente de toda a situação difícil para famílias e usuários, mas declarou: “Sei que a Hokuriku Electric Power Company fez esforços até agora, mas a prefeitura tem uma sensação de crise, que terá que fazer uma correção drástica no processo de compilação do orçamento, para o próximo ano fiscal”.

E o que fazer?

Já abordamos aqui algumas formas de se economizar energia no verão, lei aqui as Dicas para Economizar Energia Elétrica, muito embora sejam semelhantes, no inverno, ainda tem mais duas dicas, se agasalhar mesmo dentro de casa e manter as cortinas abertas para ampliar a iluminação natural o quanto for possível, já que os dias são mais curtos pela luz do sol.

No entanto, o governo anunciou medidas de apoio para reduzir as tarifas de eletricidade em cerca de 20% a partir de janeiro do próximo ano e, neste exemplo, espera-se que o preço seja reduzido em cerca de 1.600 ienes. O aumento real do preço será anulado para pouco mais de 1.000 ienes. Por outro lado, as medidas de apoio do governo, também devem ser eliminadas gradualmente, à partir de setembro do próximo ano.

Como é feita a cobrança das despesas de consumo dos apartamentos sublocados pela Sankyo

No Japão, a conta de água e esgoto é cobrada de 2 em 2 meses. Já a de energia e gás, é mensal.
Por causa da diferença da data de fechamento, entre a data de leitura das despesas de consumo, e fechamento do salário, normalmente no primeiro salário não será descontado nenhum valor referente a água, luz e gás. Há casos em que, nem no segundo salário também, não venha nenhum desconto, ou seja um valor parcial, referente a um curto período, irá depender da data que o colaborador entrou no apartamento.
A partir do terceiro mês, que o colaborador irá receber a cobrança, do valor referente ao consumo de água, luz e gás do primeiro mês cheio, que entrou no apartamento. Com isso, o colaborador tem um refresco maior quando entra, afinal as contas iniciais são cobradas, depois de aproximadamente, 2 meses. Em caso de desligamento da empresa, aí acontece o contrário, no último holerite será cobrado as despesas de água, luz e gás de aproximadamente 2 meses.

Fonte: Yahoo

Diurno_post

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário