Dia das Mulheres passou, e você comemorou?

Um dia como outro qualquer, acordar, preparar café, (se tiver) coordenar crianças para escola, marmita pronta, bora pro trabalho. Jornada longa, chegar em casa, pronta pra terminar o jantar, que o marido já conseguiu adiantar. Rotina, simples, corrida, incessante. O dia pode ser rotineiro, mas ainda sim, o Dia das Mulheres deve ser comemorado e vamos te contar porquê.

É uma data importante no cenário mundial. Uma homenagem às mulheres que lutam desde o 1909, com manifestações e passeatas, protestando por seus ideais. Foi em 08 de março de 1917, quando um grupo de operárias saiu às ruas contra fome e contra 1º guerra mundial, que a data foi consagrada. A oficialização da data pela ONU, foi feita em 1975, “o ano internacional da mulher”, e foi a partir daquele 8 de março, que ficou legitimada.

Para as mulheres, flores e bombons

Não se trata só de agradar as mulheres das nossas vidas, mas é um dia especial para celabrar todas as vitórias conquistadas até aqui. Desde a mudança do papel da mulher na sociedade, que antes da revolução feminista no início do século XIX, que precisava de autorização registrada em cartório, do marido para trabalhar. Ou mesmo no Brasil, onde os direitos de igualdade só vieram depois da constituição de 1988, acredite!

As mulheres atualmente votam, e podem se candidatar, podem ser independentes e ter suas próprias carreiras. E a celebração dessa data, vem exatamente enaltecer tudo o que foi conquistado nesse último século, através de todas as mulheres que ousaram, um dia ir as ruas defender suas idéias, para um mundo mais justo, proporcionando às mulheres de hoje, os direitos e acesso que usufruem.

Igualdade entre homens e mulheres

No Japão a diferença de gênero e o preconceito, no local de trabalho ainda existe. O Japão está atrasado na promessa de diminuir as diferenças entre os gêneros, nas atividades do dia a dia. O país ocupava a 80º posição e agora a 103º segundo relatório “Mulheres, Negócios , Direito 2022”, do Banco Mundial. Quanto ao salário, ainda temos várias empresas que pagam valores diferentes para homens e mulheres, mesmo executando as mesmas funções. Mas algumas fábricas por exemplo já equipararam seus salários, e pouco a pouco esse cenário vem evoluindo. Para quem busca uma vaga onde a igualdade de gênero é valorizada, acesse aqui.

A luta da mulher continua

Durante o confinamento, que muitos países se submeteram devido a pandemia de covid-19, tivemos um aumento expressivo sobre as taxas de violência doméstica de jovens e mulheres. Em 2020 tivemos várias vozes levantadas ao redor do mundo, em protesto contra violência e desigualdade. A pandemia acabou trazendo uma luz sobre o assunto, ganhando uma escala maior e motivou várias ativistas ao redor do mundo, para tomar uma posição.

Algumas vitórias devem ser muito comemoradas, como em julho de 2020, a prática de mutilação genital feminina foi proibida no Sudão. Onde milhões de mulheres serão protegidas de uma vida de potencial sofrimento. Foi também em 2020, mas em março que Serra Leoa anulou a proibição de que meninas grávidas, não pudessem frequentar as aulas e fazer provas. Desde 2015 as meninas grávidas foram rotuladas e viram seus direitos negados a educação. Essa anulação veio a favor para igualdade no direito à educação.

A defesa dos direitos LGBTI no local de trabalho, foi garantido em junho de 2021. O Supremo Tribunal dos Estados Unidos, deciciu contra a discriminação laboral com base na orientação sexual ou identidade de gênero. Dando reconhecimento a luta de igualdade legal das pessoas LGBTI.

Em meio a pandemia, vários países reconheceram casamento de mesmo sexo e ou legalizou a adoção para casais de mesmo sexo. Costa Rica, Irlanda do Norte, Montenegro e Croácia são os exemplos. E ainda existem projetos de lei que visam proteger pessoas da discriminação, incluindo pessoas LGBTI, estão a ser propostos e discutidos no Japão e na Coréia do Sul. De pouco em pouco, de país em país, o panorama está mudando.

Fonte

https://www.amnistia.pt/

https://www.alternativa.co.jp/

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário