Como andar de bicicleta no Japão

Andar de bicicleta no Japão não é como andar de bicicleta no Brasil. E logo quando se chega no país se percebe a diferença. Saiba também, que é um dos principais meios de transporte, principalmente nas grandes cidades. Mais de 10 milhões de bicicletas são vendidas todos os anos. Se você ainda não prestou muita atenção a gente vai comentar alguns aspectos aqui.

Orientações Gerais

As bicicletas precisam de documentação, essa documentação é adquirida na compra da sua bicicleta, tem várias lojas que fazem, ou pode ser feita diretamente na delegacia. Portanto não é só sair pedalando a bicicleta do amigo.

Não dê carona se sua bicicleta é apenas para uma pessoa, a multa é de ¥ 20mil. As bicicletas com assentos para crianças só são permitidas, para condutores a partir de 16 anos.

Ao dirigir sua bicicleta, escutar música, através de qualquer dispositivo, pode acarretar multa de ¥ 50mil. Não se pode usar fones ou qualquer outro dispositivo que tire a atenção ao som da via, ou distraia da condução.

Durante a noite, deve-se manter o farol da bicicleta ligado, para segurança e melhor visualização. Guiar sem o farol ligado depois do entardecer, pode lhe custar uma multa de ¥ 50mil.

É proibido andar de bicicleta alcoolizado. Isso pode lhe render até cinco anos de prisão, além de uma multa de ¥1 milhão. Portanto, se tiver sob efeito do álcool, ande ao lado de sua bicicleta, sem pedalar.

Respeito a sinalização de trânsito

A bicicleta deve obedecer o fluxo das ruas, você não pode transitar em via pública no contra fluxo da via. Deve-se andar na rua, porém sempre à esquerda, exceto quando houver alguma obstrução do caminho, como obras. Se houver ciclovia, não se deve pedalar na faixa de pedestres, mesmo que seja para passar de uma ciclovia a outra. Deve-se descer da bicicleta, respeitando os pedestres.

Continuação...

Tem condução própria para ir trabalhar, confira aqui as opções de empregos para quem não precisa de transporte.

Avancado_post

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário