Os sapatos na entrada das casas no Japão

Nas casas, apartamentos e alguns comércios tem móveis, ou lugares específicos para que se deixem os sapatos, e troquem por outros calçados para serem usados dentro das casa e comércios. Mas nem todos os sapatos devem ficar nesses móveis, você sabia?

A consultora em organização e limpeza, Aiko Nakazato, compartilhou com a gente algumas dicas. Antes disso é importante entender que logo que você entra em casa, tire o sapato imediatamente em frente a porta. A sujeira da rua, não deve ser colocada dentro de casa.

Agora vamos entender quais sapatos devem ser guardados em outros locais. Que não nesse armário da entrada das casas.

  1. Sapatos com lembranças afetivas
    Esses sapatos que não são mais usados, mas carrega neles todo um carinho, como primeiro sapato do filho, ou aquele que ganhou de presente pelo novo emprego, ou de uma pessoa especial. Esses devem ser limpos e levados para outro ambiente, pois não são mais “calçados” e sim “memórias”, assim o espaço mantém o fluxo de calçados.
  2. Sapatos que já não são sua primeira opção
    Você tem algum sapato que não esteja muito danificado, que aperta um pouquinho, ou talvez até desconfortável ao seu pé? Melhor é doar ou levar para loja de artigos usados. No armário de sapatos, deixe apenas o que irá usar. Renove a energia desse calçado que não é mais sua primeira opção, e faça a alegria de outra pessoa.
  3. Sapatos para vender
    Agora, se o calçado que citamos há pouco, é de marca, que pode valer um dinheiro e a intenção é vendê-lo. Não perca seu tempo, não acumule, pois com o tempo além de perder o valor, as vezes o material pode ser prejudicado, ou ainda você pode esquecê-lo! Então não perca tempo, junte com outros “itens comerciais”, tire do armário da entrada e leve para o dinheiro circular.
  4. Sapatos para usar no destino
    Se você tem sapatos como spikes ou tênis de ginástica que pode trocar no destino em vez de usá-los na entrada? São sapatos que não têm ligação com a porta da frente. A dica é guarde seus sapatos junto com o equipamento que você usará no seu destino, como: os tênis/calçados de treino, em sua bolsa com suas roupas de treino.

Como tudo na casa, preste atenção

Não apenas sapatos, há muitas coisas em nossas casas que temos para finalidades diferentes da original. É muito importante sempre ter em mente e organizar os itens com base em seu próprio significado, e não naquilo pelo qual foram vendidos.

Por exemplo, mantenha pratos bonitos que você deseja ver, sejam tratados como “artigos de decoração” em vez de “utensílios de mesa”. Se você agrupar os sapatos que possui como lembranças ou mercadorias como “sapatos”, você pode perder a noção de quantos “sapatos que você usa” e até quantos realmente você possui.

Perceberá que o armário da entrada ficará até mais organizado. 😉

Fonte Yahoo

Avancado_post

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário