Na escada rolante, fique a direita #sqn

Na semana passada, tivemos o marco do dia da escada rolante (dia 8 de março), instituido desde 1914. Quando a primeira escada rolante foi testada na Taisho Expo em Ueno. Trouxemos algumas curiosidades sobre essa invenção que veio a revolucionar os estabelecimentos, e grande impacto na nossas vidas.

A história

A primeira escada rolante do mundo foi instalada em Nova York, em 1896, invenção de Jesse W. Reno. No entanto seu funcionamento era como uma esteira rolante com inclinação. E foi em 1900 na Expo Mundial de Paris, que a invenção foi apresentada por Charles Seeberger, como atualmente conhecemos as escadas rolantes. Tendo sua marca registrada e patente vendida para Otis Elevator Company, 10 anos depois.

A chegada de uma nova palavra

A escada rolante, mesmo com marca registrada, e nome universal, no Japão, ficou conhecida como “escada automática” até 1950, de acordo com a Japan Elevator Association. O termo escada rolante, veio descrever a ação de “subir para os pisos superiores”, e por ai surgiu o verbo “escalar“. No início significava “subir usando uma escada rolante”, que evoluir para “subir, deslocar-se gradualmente aos pisos superiores” como é usado atualmente.

Deixe lado esquerdo vazio

Em 1967, a Hankyu Electric Railway fez um anúncio para “deixar o lado esquerdo vazio” na escada rolante da estação de Umeda. Essa inspiração veio do metrô de Londres.

Mas, em Tóquio, diz-se que a “o lado direito deve estar vago” começou espontaneamente por volta do final da década de 1980. O motivo de deixar livre a direita, se deve à regra de “trânsito que flui pela esquerda” nas dependências da estação. Estando o lado direito vazio, para quem tem mais pressa do que o fluxo estabelecido, pela então, escada rolante.

Com a expansão da rede Shinkansen, esse sistema de Tóquio se espalhou para outras regiões, resultando na atual diferença entre o “lado direito vago vale em todo o país e o lado esquerdo apenas em torno de Osaka”. Mas atenção, do ponto de vista da segurança, a resposta é parar em um lado e não ultrapassar, mas sim, apoiar-se no corrimão e ficar parado.

Ainda sim, é dificil mudar hábitos de longa data, então siga a regra tácita de Toquio (espaço a direita) e Osaka (espaço a esquerda)

Fonte: AllAbout

0Jp_post

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário