Guarda-chuva, sombrinha e todo seu glamour

Enquanto os guarda-chuvas no Brasil, são somente proteger da chuva, aqui no Japão temos os guarda-chuvas, as sombrinhas e todo seu glamour! É uma variação absurda de tecidos, modelos de cabos e tamanhos. Para os dias chuvosos e cinzentos, os guarda-chuvas fazem com que os japoneses soltem sua criatividade e liberem seu humor.

Os vários modelos, trazem tanto o colorido para as ruas com suas estampas florais e estampados com seus animes e mangás favoritos, além dos transparentes, facilmente encontrados e com preços bem econômicos. Formatos temos como espadas, os inversos (que abrem e fecham de forma inversa aos demais)e os chapéus super portáteis que cumprem bem o papel.

Para crianças então, kits combinados de guarda-chuvas, em diversos tamanhos, com botas plásticas ou mesmo capas de chuvas super charmosas. Para os ciclistas também existem modelos de encaixe na bicileta, ou mesmo capas de chuvas com tamanhos e amplitudes diferentes conforme a necessidade de cada um.

Vai uma sombra ai?

Agora o charme mesmo, vem com a chegada do sol, e as sombrinhas tomando conta das ruas. As tradicionais wagasa (de bambu forradas com papel de arroz) ainda podem ser existem artesãos que confeccionam o tradicional, mas são raros. O wagasa é usado inclusive associação de cores conforme seu uso, as gueixas usam o roxo, nas artes cênicas, como kabuki (marrom ou pretos), danças típicas (rosa)e nas cerimônias de casamento (vermelho).

Eles foram subsituídos aos poucos por opções industrializados. Mas as sombrinhas japonesas, mesmo as comuns, são diferentes das brasileiras, elas possuem cores mais escuras e tecidos mais espessos para realmente proteger do sol, e não somente fornecer uma sombra para quem as carrega.

Seja de cabo retrátil ou de cabos longos como espadas, ou moldados como bichos, kokeshis (bonequinhas tradicionais) ou de madeiras. Os guarda-chuvas são individuais, e se você fora a algum lugar e esquecer dele na volta, o seu guarda-chuva tem a chance de permanecer por um longo tempo te esperando voltar. Mas não a vida toda, pois de tempo em tempo, são eliminados, pois sem a chuva, o esquecimento é bem comum desse objeto e o acumulo é grande! Os comércios se incumbem de acompanhar e eliminar se for o caso.

Estabelecimento com acúmulo de guarda-chuvas esquecidos

Certeza que hoje chove

A estação das chuvas no Japão dura em média 6 semanas, geralmente começando no final de maio e terminando em final de julho. O sol e a primavera já dando lugar a dias nublados, chuvosos e às vezes com ventos fortes. Mas esse ano, parece que os dias chuvosos já começaram a dar as caras já nesse início de maio.

Para repelir a chuva, os japoneses recorrem ao “teru teru bozu”, pequena bonecas feitas de tecido ou papel branco pendurado nas janelas das casas. Elas existem desde peíordo Edo (1603-1868) e parecem pequenos fantasmas.. Uma canção de ninar é cantada pedindo à boneca para trazer bom tempo dia seguinte e prometer a ela um sino de ouro e beber amazake (vinho de arroz doce). Você conhece? Ou ainda recorre a Santa Clara aqui no Japão mesmo?

Fonte: Japaoemfoco e ShinjukuJapanese

Relacionado (a) Postagens

Deixe um comentário